Tempo de leitura: 2 minutos

Como um detector de metais e o Google Earth ajudam um homem a desvendar o passado

O Google Earth permite que as pessoas conheçam o mundo, das grandes cidades aos lugares mais remotos. Para Peter Welch, a plataforma funciona como uma janela para o passado, que o ajuda a descobrir séculos de história escondidos debaixo da terra em fazendas inglesas.

Peter Welch está em um campo no sul da Inglaterra, segurando um detector de metais e uma pá. Esta parece apenas mais uma fazenda em meio a tantas outras. Por que procurar aqui? "Procuramos marcas na plantação, padrões de ressecamento, círculos ou características incomuns. Qualquer coisa que se destaque no campo pode ser evidência de construções, estradas e outras estruturas de séculos atrás". É nessas marcas estranhas que estão os tesouros, e o Google Earth dá a Peter a visão panorâmica de que precisa para encontrar o que procura.

Peter fez milhares de descobertas, muitas delas com mais de 300 anos. Entre os achados, estão fragmentos de espadas, joias antigas e até uma ferradura romana, conhecida como "hipossandália". Porém, nada disso se compara ao maior deles: um tesouro de moedas saxônicas no valor de mais de 1,5 milhão de libras.

A paixão de Peter pela detecção de metais começou em 1976, na pista de corridas de cavalos dos pais. Foi lá que ele usou o primeiro detector de metais para encontrar joias e moedas romanas antigas. Ele transformou esse hobby em trabalho em 1990, quando fundou o Weekend Wanderers Metal Detecting Club. Peter organiza e lidera excursões de detecção de metais com especialistas e novatos do mundo inteiro. É o maior clube desse tipo no Reino Unido.

"Quando você está no chão, não enxerga os sinais do mundo antigo. Ao ver tudo de cima, você se abre para um mundo totalmente novo."
Peter Welch
Uma foto de um campo com marcações visíveis no Google Earth
Peter Welch examina um campo com um detector de metais
Uma moeda do tesouro saxônico descoberto por Peter Welch e os Weekend Wanderers

Embora Peter faça isso há décadas, a taxa de sucesso dele na descoberta de relíquias históricas aumentou desde o lançamento do Google Earth. A plataforma o ajuda a analisar as fazendas do interior sem depender de fotografias aéreas desatualizadas. Em dezembro de 2014, Peter percebeu uma marca quadrada em um campo enquanto usava o Google Earth. Nessa área, os Weekend Wanderers descobriram o tesouro de 1,5 milhão de libras em moedas saxônicas. Agora as moedas estão em exibição no Museu do Condado de Buckinghamshire, por ordem da rainha.

A equipe não fez outras descobertas dessa escala desde então, mas ainda há muita terra para explorar com um detector de metal. "Nunca se sabe. Podemos dar sorte de novo", diz Peter.

"Tenho certeza de que não vai demorar".

Voltar ao início